Expo Aparecida 2017 supera expectativa em negociações. O resultado foi comemorado durante o happy hour de encerramento do evento, na sexta-feira, 23 de junho, no All Park Polo Empresarial

A expectativa de movimentar R$50 milhões em negócios durante a Expo Aparecida – Feira da Indústria, Comércio e Serviços de Aparecida de Goiânia – foi superada nesta  edição de 2017, anunciou a Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag). O resultado foi comemorado durante o happy hour de encerramento do evento, na sexta-feira, 23 de junho, no All Park Polo Empresarial.

“Nosso objetivo foi criar uma oportunidade mostrar nossa economia, estimular o networking e os negócios entre as empresas expositoras. Percebemos que a iniciativa foi muito bem recebida pelos empresários, que certamente fecharão novos negócios no futuros a partir de contatos estabelecidos durante esses três dias de evento. Era um espaço que estava faltando em nossa cidade, que já é a terceira maior economia do estado, e já encostando no segundo colocado. Além de ser também a segunda maior em prestação de serviços no Estado e ter forte atuação do segmento de logística ”, avaliou Osvaldo Zilli, presidente da Aciag.

No total, foram 38 expositores, 50% maior que na primeira edição, trazendo ainda mais diversificação para o evento. Entre os destaques da Expo Aparecida, aconteceram  lançamentos de produtos e serviços voltados para as empresas de logística, novos modelos de caminhões, solução de monitoramento e rastreamento de veículos, linha elétrica para caminhões e carretas, carrocerias frigoríficas, pneus e consórcios. Estandes de indústrias de geração de energia através de placa solar, de iluminação LED, de transformação de resíduos da produção pecuária em ração animal, indústria de produtos de higiene e limpeza, e gráfica foram outros destaques. O evento também apresentou novidades também para o setor de saúde, expositores da área de segurança e medicina do trabalho e indústria de mobiliário hospitalar também estarão presentes.

Danilo Cabral Ferreira, gerente da DAF levou os caminhões pesados da marca pelo segundo ano à Expo Aparecida e, só no primeiro dia, vendeu três veículos. Em sua avaliação, a estrutura deste ano melhorou em relação a do ano passado e ganhou mais espaço para expor seus caminhões e produtos. “A minha maior expectativa em participar da feira foi prospectar novos clientes e divulgar ainda mais o nosso produto, pois estou muito satisfeito com o resultado”, diz.

 

Para o empresário Ricardo Araújo, gerente comercial do Grupo Dalastra, que atua no ramo de transporte e locações, o evento ofereceu oportunidade de se estreitar relacionamentos com outras indústrias e prospectar clientes. “Foi nossa primeira vez no evento e fiquei surpreso com a organização do evento para que tudo desse certo”, afirma.

Promover o branding de sua marca foi o objetivo do empresário Lucas D’ Alcantara, proprietário da Cold Led, primeira empresa do Centro-Oeste que atua com projetos de iluminação LED para empresas e para o setor público, com objetivo de gerar economia. Inclusive o próprio evento foi uma demonstração de seu trabalho. Eles foram responsáveis por toda iluminação da Expo Aparecida, gerando uma economia de 68% em comparação à iluminação padrão. “Foi  uma excelente oportunidade de fazer contatos e apresentar os nossos diferenciais. Temos certeza de que isso se reverterá em negócios futuramente”, disse.

A mesma oportunidade encontrou Wagner Sanches, gerente de projetos em uma empresa de energia solar, a MaxxiSolar, que começou a operar neste ano em Aparecida de Goiânia. No evento, eles apresentaram a placa solar, com durabilidade de 25 anos, que pode ser instalada em qualquer imóvel e com cinco anos de uso é possível recuperar o valor investido.

A Expo Aparecida também contou com a parceria e apoio da prefeitura da cidade e do governo do Estado, que promoveram atendimentos itinerantes. A Secretaria Estadual de Desenvolvimento realizou, durante a programação da feira, mais uma reunião de aprovação e liberação de financiamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, o FCO. Foram mais de R$ 380 milhões de recursos para 22 empresas de todo Estado, que irão gerar 2416 postos direto de trabalho.

Já o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, transferiu seu gabinete para o evento, em deferência ao empresariado. “Para nós, foi uma oportunidade de estar próximo à classe produtiva, ouvindo suas demandas e contribuições que podem dar à nossa gestão”, disse.

Neste ano, o Sine de Aparecida de Goiânia manteve no evento um posto avançado para fazer encaminhamento de vagas de emprego na cidade, que foi campeã de geração de empregos no interior do Estado no primeiro quadrimestre do ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. A Secretaria do Trabalho do município também fez fazer a inscrição de cursos de qualificação gratuitos para interessados. No total, foram mais de 3.602 novos atendimentos dentro do espaço aberto na Expo Aparecida 2017.

Durante a abertura da feira, o governador Marconi Perillo reconheceu o espírito visionário da iniciativa. “Essa exposição começa a mostrar a pujança de Aparecida aos olhos do Estado, Brasil e do mundo. Não tenho dúvidas de que lá para o 5º ou 6º ano essa exposição movimentará centenas de milhões. Vai se transformar em uma das principais feiras do Brasil”, disse.

Outro destaque do evento foi a programação de palestras e debates voltada para empresários, CEOS, executivos e visitantes de assuntos ligados ao universo corporativo.