parklets - slide

Por Wânia Simão.

 Parklets são áreas contíguas às calçadas, onde são construídas estruturas a fim de criar espaços de lazer e convívio onde anteriormente havia vagas de estacionamento de carros. Os primeiros parklets foram construídos em São Francisco, Estados Unidos, buscando-se criar ambientes mais amigáveis para pedestres e ciclistas.

O Parklet, neologismo em inglês criado a partir de trocadilho envolvendo as palavras parking, estacionar, e parks, parques; possibilita também a criação de um novo cenário para as ruas, estimula processos participativos, incentiva o transporte não motorizado e aumenta a oferta de espaços públicos da Capital.

Em Goiânia foi assinado o decreto para viabilizar estas estruturas de convívio, com o objetivo de humanizar e democratizar uso do espaço público. Tem como meta criar área de convivência social e interação entre as pessoas onde os locais eram utilizados como estacionamento de veículos. No Brasil, o sistema funciona como reflexo da iniciativa da Organização Não-governamental (ONU) Instituto Mobilidade Verde.

A regulamentação da Prefeitura de Goiânia estabelece que esses espaços, geridos pela iniciativa privada, tenham placas que atestem o caráter público e que informem sobre vedação à utilização exclusiva deles, inclusive pelo mantenedor do Parklet. O poder público municipal também proíbe, de forma expressa, atividades comerciais dentro desses locais.

parklets 002

O primeiro projeto para Parklet da Capital foi destinado para as ruas 137, 144 e 145, no setor marista, na cidade de Goiânia. A plataforma móvel funciona como uma extensão temporária da calçada, equipada com bancos de madeira, mesas, floreiras, guarda-sol, bicicletário e aparelhos para exercício físico, dotada de energia solar, pontos para carregamento de bateria e internet sem fio. Os Parklets são projetos bem sucedidos em algumas cidades do mundo e também no Brasil, como Recife, Fortaleza, Blumenau, Canos e São Paulo, localidades estas que já contam com instalações em espaços públicos. Poderão ser usados pela população para descansar, ler, participar de manifestações artísticas, e práticas em exercício físico.

A manutenção é privada, porém, o benefício deve sempre ser público, o uso do espaço deverá ser ocupado de forma democrática, para toda pessoa que desejar. O Parklet é uma iniciativa da administração municipal, que será realizada por empresas privadas, pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado. O projeto dever ser apresentado à Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer para as devidas aprovações, e depois de aprovado, o responsável ficará autorizado a instalar o equipamento e terá licença de uso por três anos.

parklets 002 parklets 003

Na 19º edição da Casa Cor Goiás 2015, na mansão Anis Rassi, Setor Marista, foi projetado e oferecido uma bela instalação de Parklet que ocupou duas vagas de estacionamento e ofereceu um espaço confortável para descansar, com um sofá para cinco pessoas, mesas, bancos, floreiras, lixeira, estacionamento de bicicleta e arte urbana. Foi projetado e oferecido pela Sobreurbana, na Rua Mário Bittar, no dia 06 de Maio de 2015, em Goiânia.

O Parklet tem a intenção de trabalhar a intervenção urbana voltada para o pedestre, com o poder de oferecer o que há de melhor no espaço urbano local com legítima segurança.

parklets 004 parklets 007 parklets 006 parklets 005